Logo_sinagoga
Logo_comemorativo
Slider_provisorio
Titulo_familias

Sirotsky

Os Sirotsky em Passo Fundo

A família Sirotsky chegou ao Brasil durante a segunda leva de colonização da Jewish Colonization Association (ICA) para a colônia de Quatro Irmãos. Os Sirotsky viviam no shtetl de Dobrevein, na Bessarábia. Em 31 de maio de 1913, eles embarcaram no navio Hohenstaufen, que partiu de Hamburgo, na Alemanha, e aportaram no Rio de Janeiro. O registro de movimento de entrada da família no país indica uma grafia diferente do nome: Sorotzki. Jacob Sirotsky, o Seida, tinha então 48 anos de idade, e sua mulher, Sosie, 47. Com eles vieram José, 18 anos; Paulina, 16 anos; Maurício, 14 anos; Anna, 12 anos; Alfredo, nove anos; e Adelina (chamada às vezes de Idalina), seis anos.

No mesmo ano, os Birmann vieram de Bremen, Alemanha, pelo vapor Sierra Nevada. No registro de entrada ao país, o nome que constava era Brechmann. As coincidências de prenomes levam a crer que seria a mesma família Birmann e que no Brasil os nomes tenham sido trocados, como aconteceu com vários imigrantes. Segundo os registros, Pedro (Peisach) Birmann (ou Brechman), 40 anos, estava acompanhado da esposa Scheindel (ou Scheindia), 38 anos, e dos filhos Isaac (Itzik), com 17 anos; José (Josel), com 5 anos e meio; Abraham (Avrum),
com 2 anos; Clara (Chaike ou Chaie), com 16 anos; Rita (Riwke), com 14 anos; e Angelina (Guittel ou Gill) com 7 anos e meio.

Quando os Birmann chegaram, instalaram-se inicialmente no núcleo denominado Sepultura. Os Sirotsky já estavam em Erebango, onde Jacob havia instalado seu armazém, "Ao Mais Barato". José Sirotsky e Rita Birmann casaram-se em 1920, e tiveram quatro filhos: Henrique (1921-1978), Isaac (1922-1989), Maurício (1925-1986) e Semi (1927).

Em 1933, José e Rita se mudaram para Passo Fundo para oferecer aos filhos melhores escolas e educação de qualidade. Abriram o Armazém Econômico na esquina da rua Morom com Bento Gonçalves, junto da praça Marechal Floriano, no centro da cidade. O estabelecimento vendia de tudo, e logo se tornou uma referência comercial na cidade.

Em 1934, nasceu o quinto filho da família, Jayme. Todos os jovens Sirotsky frequentaram o Instituto Educacional de Passo Fundo, onde Jayme e Semi destacaram-se nos concursos de declamação e oratória. Os concursos internos da escola e um dom natural contribuíram para que Jayme se tornasse ator do Grupo Escola de Teatro Amador Delorges Caminha. Como representante da União Passo-fundense de Estudantes (UPE), Jayme envolveu-se também no movimento denominado Sociedade Pró-Faculdade de Passo Fundo, que levou à criação da Faculdade de Direito na cidade.

Foi ainda estudante, em Passo Fundo, que Maurício Sirotsky Sobrinho começou sua carreira bem-sucedida de radialista. No início, com apresentações no auditório do Instituto Educacional. Depois, trabalhou no Serviço de Alto-Falantes Sonora Guarani. E, mais tarde, foi gerente da ZYF5, Rádio Passo Fundo, que fazia parte das Emissoras Reunidas. Semi e Jayme ajudavam os pais no atendimento no Armazém. Semi era o gerente. Foi assim até o ano de 1953, quando Jayme assumiu os negócios, e Semi mudou-se para Porto Alegre, onde estavam os outros irmãos. Em 1956, José e Rita tomaram a decisão de se aposentar, fecharam o armazém e mudaram-se definitivamente para a Capital do Estado.

Titulo_fotos

Clique nas fotos para ampliar

Imagem034
Imagem035
Imgsinagoga
37_-_rbs_mauricio_sirotsky
Co_040406_laf_05
Hqdefault
Images_(1)
Noticia34001-(1)
Familia-de-jose-sir
Encontro-familias-pfundo
Jacob-sirotsky
Pedro-birmann
Scheindel-birmann
Serraria-passo-fundo
Armazem-economico
Patio-armazem
Logo_sinagoga_rodape

2012. Todos os Direitos Reservados. Sociedade União Israelita de Passo Fundo/RS
Rua Gen.Osorio, 1049 , CEP 99010-140

Logo_comemorativo_rodape
Assina_criativitta