Logo_sinagoga
Logo_comemorativo
Slider_provisorio
Titulo_familias

Rafael Kwitko

Rafael e Paulina Kwitko casaram-se em 17/07/1935, às 17 horas de uma quarta feira, em Santa Maria da Boca do Monte, RS. E, como diz a certidão, “a portas e janelas abertas”.


O noivo, ainda pela certidão, era solteiro, sabia ler e escrever, tinha 25 anos e nascera em Porto Alegre, RS, em 11/09/1909. Essa data se altera conforme os documentos existentes: na primeira carteira de identidade consta 07/09/2010. Na época do seu casamento, estava domiciliado no 8º distrito de Erechim, RS sendo de profissão comércio. Era filho legitimo de Leão Bernardo Kwitko e de Bertha Kwitko, esses naturais da Rússia, do Kiev, Ucrânia, que chegaram no Brasil em 1904 e tiveram além de Rafael mais cinco filhos; Rosa Kwitko Arenzon, Luiza Kwitko Arenzon, Jaime, Bernardina Kwitko Melnick e Sara (Sarita) Kwitko Brochman.


A noiva, a “senhorinha” – como está na certidão de casamento - Paulina Zelmanovitz, era solteira, também sabia ler e escrever, tinha 19 anos, nascera em Erebango, RS em 07/04/1916, sendo filha legitima de Luiz e de Annita Zelmanovitz, igualmente naturais da Rússia. Luiz na ocasião residia em Rio Grande, RS, e Annita havia falecido por uma apendicite quando Paulina tinha 2 anos de idade.


Uma história de Annita: saiu da Rússia muito pequena trazendo seus travesseiros de pena de ganso e um samovar. Vivia perto de Kiev, Ucrânia e tinha uma irmã mais velha que preferiu ficar pois estava apaixonada por um russo, Lazar Moiseevitchk Kaganovich. Este, sapateiro de profissão, ingressou no Partido Comunista em 1911, participou da Revolução de Outubro e foi líder do Partido da Ucrânia. Apoiado por Stalin subiu na hierarquia partidária chegando a integrar o Politiburo. Numa época sangrenta de crimes e traições Kaganovich sobreviveu a tudo e a todos e morreu aos 97 anos de idade.


Mas, voltando aos Kwitkos: Rafael e Paulina viveram em Quatro Irmãos, RS, onde nasceu Airton em 14/10/1942. Foram para Porto Alegre, RS, onde nasceu Mauro em 17/11/1947, e depois mudaram-se para Passo Fundo. Rafael tinha um descascador de arroz (Engenho de Arroz Brasil), Paulina de lides domésticas cuidava da casa e dos filhos: esses cresciam nos plácidos dias de estudos e futebol (ou o contrário) no IE.


A família retornou a Porto Alegre em torno de 1959. Rafael trabalhava como representante comercial, Airton e Mauro tornaram-se médicos.
Airton casou-se com Jane Gershenson e tem com ela dois filhos: Fernando (04/10/1975) e Alex (01/03/1980); de outro casamento com Ana Paula Rosa dos Santos, nasceu Julia (02/06/2003).
Mauro tem quatro filhos: Hanna, Rafael, Mauricio e Igor.


Rafael faleceu em 14/06/1983 aos 73 anos e Paulina em 23/08/2006, aos 89 anos.

Titulo_fotos

Clique nas fotos para ampliar

01-screenhunter_18-sep.-06-10.31
02-screenhunter_22-sep.-06-10.38
03-screenhunter_25-sep.-06-10.44
04-screenhunter_29-sep.-06-11.07
05-screenhunter_13-sep.-06-09.15
06-screenhunter_24-sep.-06-10.42
07-screenhunter_36-sep.-06-11.24
08-screenhunter_11-sep.-06-09.12
09-screenhunter_09-sep.-06-09.06
11-screenhunter_20-sep.-06-10.35
12-screenhunter_16-sep.-06-10.27
13-screenhunter_32-sep.-06-11.11
13-screenhunter_34-sep.-06-11.22
14-screenhunter_26-sep.-06-10.46
14-screenhunter_31-sep.-06-11.10
15-screenhunter_27-sep.-06-11.04
Logo_sinagoga_rodape

2012. Todos os Direitos Reservados. Sociedade União Israelita de Passo Fundo/RS
Rua Gen.Osorio, 1049 , CEP 99010-140

Logo_comemorativo_rodape
Assina_criativitta