Logo_sinagoga
Logo_comemorativo
Slider_provisorio
Titulo_fotos

28/03/2013

Visita a Moisés Ville, na Argentina

No dia 28 de março de 2013 foi realizada uma excursão com destino à Argentina com visitação marcada em duas cidades.

Saindo de Passo Fundo, a comunidade israelita local tinha como objetivo principal conhecer a cidade de Moisés Ville, cidade província de Santa Fé, esta que foi fundada por um grupo de colonos judeus russos e que chegaram em 14 de agosto de 1889, a bordo de um navio da Ucrânia.

Após 1200 km percorridos, já em território argentino, fomos presenteados com uma calorosa recepção e seguindo direto para uma das sinagogas onde juntamente com os judeus locais participamos do Cabalat Shabat, e na sequência com um jantar festivo que na verdade se deu o Sêder de Pêssach.

Esses momentos foram de uma grandeza tamanha para ambas comunidades judaicas, fazendo com que todos reforcem a importância de uns ajudarem os outros para que realmente possamos estar inseridos como comunidade e como grupo de pessoas que estão preocupadas em dar continuidade naquilo que foram ensinados pelos seus antepassados na cultura judaica.

Conhecemos uma pequena cidade porém muito rica de judaísmo, tendo em vista seu passado difícil onde judeus oriundos de vários países da Europa chegaram com seus familiares vindo da Alemanha, Bélgica, Bulgária Holanda, Hungria, Iuguslavia, Lituania, Polônia, Romênia e Ucrânia, esses denominados judeus ashkenazes que falavam o idish, e também os judeus vindos da região mediterrânia com o norte da África, península ibérica e oriente médio, esses então denominados Sefaraditas e de fala ladina.

Com contribuições muito importantes por parte do filantropo judeu-inglês, o famoso Baron Edmundo Rothschild e concretizando o projeto de instalações pelo judeu-alemão sr. Barão Maurice Hirsh esse que após a sua morte em 1856, havia doado toda a sua fortuna para a expansão judaica, na argentina e também no Brasil.

Todo o projeto de instalações através de pedaços de terras compradas que variavam de 50 a 100 hectares, as famílias que ali se encontravam.

Dentre os judeus que chegaram, também vieram os judeus alemães perseguidos pelos nazistas e após a 2ª guerra mundial várias famílias de refugiados holandeses e alemães vieram juntar-se a esse grupo.

Com o crescimento da população de Moisés Ville, muitos jovens mudaram-se para cidades de Rosário e Buenos Aires em busca de educação e oportunidades melhores.

Podemos dizer que Moisés Ville, juntamente com suas colônias irmãs de Maurice e Clara, foram os principais exemplos de trabalho da Associação Barão Maurice Hirsh e Jewish Colonization (JCAIKA).

Em nossa estada tivemos a oportunidade, além de pernoitar na cidade de Rafaela, conhecer as três sinagogas, sendo que uma delas é patrimônio tombado, visita ao museu com rica história dos primeiros moradores e utensílios diversos da época, também ao teatro, biblioteca, escola israelita, passando pelo prédio do banco israelita e deixando a visita aos dois cemitérios devido a data imprópria da ocasião, tudo isso em Moisés Ville.

Sabendo que um dia chegaram a esse pequeno lugar um grupo de 130 famílias (815 pessoas) com condições precárias época e que de imediato uma epidemia de tifo tirou a vida de 64 pessoas, e que num curto espaço de tempo dava o início a base da comunidade judaica e os imigrantes judeus ligados a terra , se faz pensar a importância desse grupo em tornar-se a 1ª colônia judaica agrícola da América do Sul.

Na certeza de que muito valeu esta nossa viagem a um local altamente rico em cultura e preservação, fica também o convite aos nuestros hermanos judios para que possam eles um dia visitar a cidade de Passo Fundo, e a comunidade israelita local.


Berel Natan Engelman

Passo Fundo, abril de 2013


Logo_sinagoga_rodape

2012. Todos os Direitos Reservados. Sociedade União Israelita de Passo Fundo/RS
Rua Gen.Osorio, 1049 , CEP 99010-140

Logo_comemorativo_rodape
Assina_criativitta