Logo_sinagoga
Logo_comemorativo
Slider_provisorio
Titulo_historico

União Israelita Passofundense: Fundada em 1922

Os primeiros judeus a se estabelecerem em Passo Fundo datam de 1912. Após 10 anos de vida comunitária, então em 1922 fundaram a União Israelita Passofundense. Já no ano seguinte em 1923, a Sociedade Israelita instalou-se em casa alugada temporariamente e na sequência fez a compra do imóvel e terrenos para que pudessem promover junto a esta comunidade, uma Sinagoga, uma escola com biblioteca e uma sede social com um grande salão em que se promovia festas, bailes e teatros. Nesta escola além de instruções religiosas, contavam com o professor Boruch Bariach que ministrava aulas para o primário e ensino judaico em geral.

No ano de 1924, dois anos após a construção da Sinagoga, outro local foi comprado pela comunidade judaica passofundense e que logo instalou o Cemitério Israelita, esse que é administrado pela Chevra Kadisha (Sociedade Sagrada Judaica) que busca manter na mais perfeita ordem esse complexo, tanto com as lápides do início do século passado, quanto as mais modernas e também com a preservação do Memorial às Vitimas do Holocausto Nazista, tudo isso constituindo patrimônio cultural, arquitetônico e histórico para nossa cidade.

Nesta época moravam em Passo Fundo cerca de cinquenta famílias. Samuel Chmelnitzky e Celina Milman organizavam e dirigiam um grupo de amadores que apresentavam quadros e peças em Iídishe (dialeto adotado pelos judeus na Europa Central). Sr. Chmelnitzky também dirigia um coro misto que se apresentava para a comunidade com canções em Iídishe e Hebraico. Em 1944 havia cerca de setenta famílias judias em Passo Fundo. Quatro Irmãos fornecia população tanto para Erechim, como para Passo Fundo e Porto Alegre. Phillipson para Santa Maria, Cruz Alta e para a capital gaúcha.

Nas ocasiões das grandes festas religiosas, os judeus de Passo Fundo seguiam para o Município de Quatro Irmãos, agregando-se aos demais judeus que lá viviam para confraternizarem com esses momentos especiais da cultura milenar judaica.

Um episódio triste ocorrido foi um incêndio na Sinagoga com certa proporção, mas felizmente o Sefer Torá (Rolo Sagrado) foi salvo, sem sofrer danos. Nesse momento, a comunidade judaica se uniu e reconstruiu a Sinagoga em curto espaço de tempo, ficando pronta para as grandes festas e demais ofícios religiosos.

Atualmente vivem em Passo Fundo somente quinze famílias judaicas. Vários fatores contribuíram para este fenômeno. O primeiro é a diminuição dos filhos, acompanhando uma tendência geral da sociedade, pressionada pelas questões socioeconômicas e culturais.O segundo fator é a migração de jovens para outros estados ou países, seja por motivo de estudos, busca de emprego e colocações profissionais, ou simplesmente buscando vida nova em outros lugares.

Entre os chefes de família, todos os judeus desta região são de origem Askenazi, judeus provenientes da Europa Central e Europa Oriental. A Coletividade Israelita local segue um calendário anual com datas a serem lembradas, entre elas, as Grandes Festas (Rosh Hashaná e Iom Kipur) e tem como tradição à celebração do Cabalat Shabat todas as sextas-feiras na "Sinagoga Abrahão Melnick.” O atual presidente da Sociedade União Israelita, é o Sr. Berel Natan Engelman e que também exerce a função de Líder Espiritual da Comunidade Israelita de Passo Fundo.

Img_destaque1
Lupa

Sinagoga Abrahão Melnick - 1979

Logo_sinagoga_rodape

2012. Todos os Direitos Reservados. Sociedade União Israelita de Passo Fundo/RS
Rua Gen.Osorio, 1049 , CEP 99010-140

Logo_comemorativo_rodape
Criação de sites passo fundo Criativittá